quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Plágio

O Estadão de hoje, de modo eufêmico, conta que para reparar "um possível plágio" o promotor de Justiça Paulo José Leite Farias, do MPF/DF, irá devolver R$ 1,5 mil recebidos após vencer um concurso de textos promovido para comemorar os 50 anos da instituição, em 2010. Segundo o matutino, a monografia "MPDFT - Evolução do Modelo de Promotor de Justiça Júpiter (garantidor da lei) para Hermes (protetor do interesse público)" contém trechos iguais à dissertação de mestrado de autoria de Camila Villard Duran, defendida na Faculdade de Direito da USP em abril de 2008.

FONTE: SITE MIGALHAS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário