quarta-feira, 17 de agosto de 2011

OAB-GO protocoliza medida contra novo horário do TJ-GO




Acompanhado de conselheiros seccionais e demais diretores, o presidente da OAB-GO, Henrique Tibúrcio, protocolizou, nesta quarta-feira (17), no Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) uma medida administrativa com pedido de reconsideração para que a Corte Especial reveja o horário da jornada de trabalho dos servidores do órgão. “O atendimento era o dia todo. Agora, com o novo horário, só pode ser feito à tarde. Consequentemente há congestionamentos nos elevadores, nas escrivanias e em todos os outros setores”, diz.

Para o presidente da OAB-GO, a imposição do Judiciário goiano relativa ao novo horário reforça a morosidade da justiça, que repercute no agravamento do seu desempenho, penaliza advogados e a sociedade. Audiências que estavam anteriormente marcadas para o período matutino deste ano foram adiadas para outras datas, inclusive jogadas para 2012. "As partes que já aguardavam a realização de suas audiências para este semestre terão de aguardar por mais tempo o desenrolar de seus processos", acrescenta.

Até julho, os serviços do Judiciário goiano eram oferecidos à população goiana das 8 às 18 horas. Desde 1° de agosto, o Judiciário goiano funciona apenas das 12 às 19 horas, conforme estabelece a Resolução n° 11, de 22 de junho de 2011, aprovada por unanimidade pela Corte Especial do TJ-GO. Em enquete no portal da OAB-GO, cerca de 80% dos advogados reprovam o novo horário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário