segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Código Civil em poeisa e Prosa, - introdução ao direito das obrigações - Dimas Terra

Parte da obra "Código Civil em poeisa e Prosa, - introdução ao direito das obrigações", de Dimas Terra


P A R T E E S P E C I A L
LIVRO I
DO DIREITO DAS OBRIGAÇÕES
TÍTULO I
DAS MODALIDADES DAS OBRIGAÇÕES
CAPÍTULO I
DAS OBRIGAÇÕES DE DAR
Seção I
Das Obrigações de Dar Coisa Certa


Antes de adentrar ao tema[1]
Devo primeiro falar
Do instituto obrigação
Para depois comentar
Vindo artigo por artigo
Desta forma analisar.

Segundo informa a doutrina
Que acabei de estudar
A obrigação é um vínculo
Que vem a se fixar
Entre duas ou mais pessoas
Como estou a comentar.

Em virtude desse vínculo
Surge uma obrigação
E esta vem dar origem
Ao que chamo prestação
Entre pessoas capazes
Dentro de uma relação.

Pode ela ser econômica
Também patrimonial
E no campo do direito
Pode também ser moral
Cada caso é um caso
Nos diz a regra legal.

Pode também ser ativa
Ou passiva na ação
É ativa quando a parte
Recebe a obrigação
E passiva é a outra
Que cumpre a obrigação

Quanto a classificação
Podem subdividir
Em relação ao sujeito
Que está a interagir
Ou quanto ao objeto
Que a mesma perquirir

Quanto ao sujeito ela é
Conjunta ou fracioncionária
Como também pode ser
Disjuntiva ou solidária
E ainda dependente
Conexa ou unitaria.

agora quanto ao objeto
pode ser alternativa
divisível e indivisível
e também cumulativa
como ser obrigatória
e até facultativa.

Esclarecido o tema
Passo agora comentar
Vindo artigo por artigo
Da mesma forma estudar
Assim como antes fiz
Vindo os mesmos rimar."

Nenhum comentário:

Postar um comentário