quinta-feira, 12 de abril de 2012

Operação Mão de Ferro busca coibir crimes ambientais no Nordeste goiano


MP coordena operação envolvendo cem agentes públicos contra delitos ambientais na região onde promotor foi vítima de atentado por atuação firme também nesta área


Posse - O Ministério Público de Goiás coordena hoje (11/4) e nos próximos dois dias uma operação ambiental, de forma simultânea, nos municípios de Posse, São Domingos e Iaciara, Região Nordeste do Estado, envolvendo cerca de cem agentes  de diferentes instituições. Denominada “Operação Mão de Ferro”, a ação tem como objetivo reforçar a atuação ambiental na região. Serão coibidos crimes ambientais como desmatamento ilegal, extração e comercialização ilegal de madeira, extração ilegal de minérios (garimpos e dragas) e exploração ilegal de carvão.
Conforme esclarece o coordenador do Centro de Segurança Institucional e Inteligência (CSI), José Carlos Miranda Nery Júnior, a operação pretende mostrar a atuação firme e conjunta dos órgãos incumbidos de agir em defesa do meio ambiente no Estado.
Coordenada pelo CSI do MP-GO, com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate a Organizações Criminosas (Gaeco), a operação envolve cerca de cem homens, entre eles 12 promotores de Justiça. Além do Ministério Público goiano, atuam na operação integrantes da Polícia Militar de Goiás, por meio do Batalhão Ambiental, Comando de Operações Especiais (COE) e do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer); do Ibama; da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh); da Polícia Civil, e do Corpo de Bombeiros.
A ação prossegue até sexta-feira. Ao longo do dia mais informações serão repassadas.
Atentado
O combate às irregularidades ambientais na região era um dos focos das ações que vinham sendo realizadas pelo promotor Douglas Chegury quando ele sofreu um atentado em 22 de março - Douglas escapou sem ferimentos graves. O episódio mobilizou o MP-GO e as autoridades de segurança pública, que se reuniram em forças-tarefas encarregadas tanto de investigar a tentativa de homicídio do promotor quanto de reforçar a atuação no Nordeste goiano. (de Posse, Cristina Rosa/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

Relembre o caso acessando:
http://www.mp.go.gov.br/portalweb/1/noticia/34407e27205cd1b214a9cd8e5e5116a4.html

http://www.mp.go.gov.br/portalweb/1/noticia/ee1d01205d591fcd1a72bc858ea632b3.html

http://www.mp.go.gov.br/portalweb/37/noticia/0b448a24aa092b8e2c5258c9738ab09c.html

http://www.mp.go.gov.br/portalweb/7/noticia/2df1c9e5e241f5caf9f5651c268e1a45.html



--
Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público de Goiás
(62) 3243-8499/8498/8307
Fax: (62) 3243-8306
Site: www.mp.go.gov.br
Twitter: www.twitter.com/mpdegoias

Nenhum comentário:

Postar um comentário