quinta-feira, 7 de junho de 2012

Acusado de esfaquear vizinho é condenado a mais de 8 anos

  
Foi condenado a cumprir pena de 8 anos e 6 meses, Divino Graciano Custódio, acusado de homicídio qualificado por esfaquear a vítima, Djalma Santos Acosta. A decisão é do 1º Tribunal do Júri de Goiânia, presidido pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara e que, como parte do projeto Júri nas Faculdades, foi realizado terça-feira (5), na Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO).
Conforme denúncia do Ministério Público, no dia 13 de dezembro de 2009, por volta das 5 horas, na Rua Jaú, Setor Novo Mundo, o acusado desferiu 10 facadas contra Djalma em frente à casa da vítima. Os dois, que moram no mesmo bairro, haviam discutido sobre religião aproximadamente duas horas antes, em um bar nas redondezas do setor. Divino ofendeu o irmão de Djalma, que pediu para que ele se retirasse do recinto. O réu buscou uma faca e posteriormente agrediu Djalma.
Apesar de socorrido pelo irmão, segundo relatos, Djalma não resitiu aos ferimentos e morreu no caminho para o hospital. A pena deverá ser cumprida em regime inicialmente fechado na Penitenciária Odenir Guimarães, antigo Cepaigo. O projeto Júri nas Faculdades terá continuidade na próxima segunda-feira (11), às 8 horas, na Universidade Paulista (UNIP), com um novo julgamento. (Texto: Carolina Diniz - estagiária do Centro de Comunicação Social do TJGO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário